Make your own free website on Tripod.com


O Diário de Frida Kahlo




O Diário de Frida Kahlo: Um auto-retrato
íntimo, Rio de Janeiro, José Olympio, 1995

O Diário de Frida Kahlo foi publicado no Brasil pela José Olympio Editora (com introdução de Carlos Fuentes, cometários de Sarah M. Lowe, e tradução de Mário Pontes). Portanto o que há nesta página é apenas uma amostra do diário dessa grande artista. O diário completo é por demais interessante. Recomendo a todos que comprem pois com certeza não irão se arrepender! Não pretendemos com esta página ferir os direitos da Editora, mas apenas dar uma pequena amostra do diário.


Nesta página Frida fala um pouco das cores e do seu significado. Por exemplo: Para ela amarelo significava loucura. O verde tépida e boa luz. O vermelho "Sangue, talvez, quem sabe!"


Aqui Frida 'conta' uma pequena historinha. De que 'Ojo Único' se casou com a belíssima 'Neferísis' (a imensamente sábia) em um mês calorento e vital...

E deles nasceu um filho de rosto estranho que se chamou 'Neferúnico', que foi o fundador da cidade comumente chamada 'Lokura'.


Nesta página Frida nos apresenta 'Neferúnico'. O fundador de 'Lokura'.



Ir para a segunda página de diário



PÁGINA PRINCIPAL OBRAS BIOGRAFIA